Anuncie aqui!
Publicado há 09:26 | Atualizado em 09/07/18 às 09:07

Moratelli se despede com “até breve” da Defesa Civil de SC

A decisão governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), de tirar o secretário secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, repercutiu negativamente ao governo do Estado. A decisão foi considerada extremamente política. Em uma entrevista de Pinho Moreira, foi muito criticada nas redes sociais. O governador, que também é médico, justificou tentando desqualificar Moratelli, dizendo que o então Secretário era “vendedor de caminhão e moto” e não um técnico da Defesa Civil. O fato é que Moratelli tem ligação com o deputado Milton Hobus, do PSD, que hoje não faz mais parte do Governo de SC.

Já o novo secretário que assumiu na  sexta-feira, 6, coronel bombeiro João Batista Cordeiro Júnior,  tem ligação com o partido do Governador. Pinho atendeu ao apelo de lideranças do MDB, que pedem a exoneração de todos os cargos com alguma vinculação com outros partidos. “A Defesa Civil já vinha realizando um bom trabalho, mas o coronel João Batista traz a experiência de uma vida dedicada ao Corpo de Bombeiros, uma instituição exemplar”, destacou o governador. O ex-secretário usou as redes sociais para relatar a saída:

 

Prezados Colaboradores do Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil,

É chegada a hora de dizermos “Até Breve”! Pela relação que criamos, pelo convívio, confidência e confiança temos certeza que nos encontraremos sim muito em breve. Nossa trajetória não termina aqui, temos muito ainda a conversar, a fazer e a viver!

A Defesa Civil de Santa Catarina tem uma longa e linda história! Mostrou seu valor e sua importância ao longo de vários anos. Fortaleceu-se graças à abnegação de todas as pessoas que passaram por ela e todos os gestores que contribuíram para o seu engrandecimento.

Do passado temos, sem dúvida, que agradecer, enaltecer e lembrar! E por essa razão precisamos voltar um pouquinho no tempo e pedir a cada um de vocês uma reflexão do que aconteceu nos últimos 5 anos.

A Defesa Civil de Santa Catarina conseguiu sua emancipação e reconhecimento no ano de 2011. A partir de então a nova estrutura e gestão precisou de um valoroso tempo para se adaptar e entender essa nova fase. Política Estadual foi modificada, receita aumentada e ideias foram surgindo.

A partir de 2013, a nosso ver, houve uma significativa compreensão do papel do Estado de Santa Catarina no processo de Redução dos Riscos de Desastres. Iniciamos com ações voltadas ao fortalecimento dos municípios catarinenses, sem nos darmos conta, inicialmente, que nossa própria estrutura não era a mais adequada. Como já dizia Confúcio “a palavra convence, o exemplo arrasta”, e partir desta ideia, começamos a olhar e dar atenção para dentro de nossa casa, sem abandonar a nobre missão de apoiar os municípios e atender – BEM – a população catarinense.

Mudamos completamente o modelo de gestão! Expandimos, com suporte técnico e estrutural, para 20 regiões do nosso Estado e 295 municípios. Crescemos em nossa sede, em nosso local de trabalho; expandimos a estrutura organizacional, e fizemos o mais importante, mudamos um conceito: ao invés de focar no processo de atendimento de demandas e resposta a desastres, concentramos os esforços na gestão de riscos, incluindo a ciência, a instrumentalização, a informação, a comunicação e a academia no processo de compreensão dos problemas e suas necessárias resoluções.

Neste contexto, indubitavelmente, também a nosso ver, consideramos que a inclusão de uma pauta transversal da temática Proteção e Defesa Civil, a integração de ações entre as diversas setoriais – esferas e níveis governamentais, a compreensão do processo multidisciplinar de ações e a cobrança de participação das demais secretarias e instituições no ciclo de proteção e defesa civil como o diferencial deste período.

Mudamos, no contexto da Proteção e Defesa Civil, o Estado! Mudamos conceitos existentes na Administração Pública! Mostramos que é possível sonhar e realizar; que é possível querer e ter; que é possível fazer um ambiente melhor para nós mesmos, nossos familiares, amigos e para as futuras gerações. E isso tudo só foi possível graças à abnegação, comprometimento, doação, interesse e esforço de cada um dos colaboradores da grandiosa Defesa Civil de Santa Catarina, em cada canto do Estado. Vemos uma instituição forte porque juntos somos mais fortes. Vocês marcaram história e honraram os 45 anos de existência dessa belíssima instituição.

Desejamos muito sucesso a cada um de vocês e pedimos para continuarem fortes e focados na continuidade dos trabalhos, “foco no planejamento”. A instituição é muito maior do que qualquer pessoa, continuem contribuindo para isso! Hoje encerra o nosso ciclo e o nosso papel, mas vocês têm uma missão nobre e pedimos a todos vocês que continuem atuando como se nada tivesse mudado.

Por fim, só nos resta agradecer a cada um de vocês a oportunidade que nos deram em conhecê-los, em trabalharmos juntos, em abraçarem nossos sonhos, em promoverem as realizações, em aguentarem as pressões e nos proporcionarem tanto carinho e tanta atenção ao longo dessa jornada que transforma a nossa Santa e Bela em Santa, Bela e Segura Catarina!

Saímos com a certeza de termos cumprido nossa missão, mas saímos ainda mais certos de termos vocês em nossos corações.

MUITÍSSIMO OBRIGADO